February 16, 2018

December 29, 2017

August 29, 2017

June 14, 2017

March 29, 2017

Please reload

Posts Recentes

Por dentro do projeto

February 16, 2018

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

Como projetar o lar ideal para donos de pets?

March 18, 2019

Com imóveis cada vez menores, cães e gatos sofrem com a falta de espaço para brincar. Pensando nisso, propusemos um “playground” felino incorporado ao projeto de interiores de um apartamento.

 

 

Quem tem um animal de estimação sabe o quanto é importante que eles tenham o seu espaço para brincar e gastar as energias necessárias. Isso é essencial para o desenvolvimento e para manter a saúde em dia. Em nosso mais recente trabalho, desenvolvemos um projeto para um apartamento onde moram, além das donas, quatro gatos. Integrado ao projeto de interiores, uma espécie de playground foi desenvolvido para que os animais possam brincar sem sair de casa.

 

 

Quando se fala em quatro gatos na casa, a estratégia é pensar em espaços para eles em conjunto com o projeto, desde a concepção do layout. Assim, os móveis fazem sentido e conversam com a estética e funcionalidade planejada para o projeto como um todo. Alguns elementos importantes devem ser pensados, levando em conta a área necessária para os bichanos. É importante entender o espaço que o pet vai precisar. Sendo um gato, pensamos na criação deste espaço utilizando o elemento altura, por exemplo, por eles conseguirem e gostarem de escalar. Também é importante pensar no melhor piso, nos tecidos, tipos de tapete, tudo de acordo com o seu pet, para conseguir a melhor solução para todos.

 

 

Com relação ao mobiliário, 95% dos móveis foram planejados, contemplando a funcionalidade e otimizando a área do apartamento. Na divisória entre a sala e cozinha, por exemplo, foi colocado um móvel que é um volume inteiro, onde na parte de cima tem portas com prateleiras. Abaixo da TV também tem um espaço útil, com uma porta de tombar. Além disso, o painel gira para que seja possível aproveitar o espaço de trás. O canto alemão foi outro local pensado para otimizar espaço, tanto na disposição da mesa, sendo possível receber mais pessoas e ter uma melhor circulação, quanto no uso da base do banco servindo como baú. Alguns cuidados foram tomados, levando em conta a preocupação com os animais. Os móveis vão todos até o chão ou estão suspensos. Não foram usadas portas de correr, para que eles não abrissem nenhum armário e os tecidos usados são com uma trama mais fechada que dificulta para o gato arranhar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O móvel onde fica o playground foi pensado em conjunto com o canto alemão, para que de forma simples, fosse criado um vão entre a parede e o seu banco. Para ter acesso para limpeza e manutenção, o painel foi projetado com portas com abertura de dois cliques. Visualmente é um painel, mas na realidade são várias portas basculantes. No espaço que ficou livre entre o painel e a parede foram instalados acessórios para os gatos, que fazem um caminho de acesso na parte de baixo da lateral até o topo, onde tem uma saída que vai de encontro com uma prateleira, também colocada para os gatos na parede do lado.

 

 

Texto: 203 Comunicação | Fotos: Marcelo Stammer

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags